Tag Archives: CBS

Confira os nomeados ao Emmy Awards 2013

18 jul
bilde

Aaron Paul e Neil Patrick Harris apresentaram as séries indicadas ao Emmy

A Academy of Television Arts & Sciences anunciou nesta quinta-feira (18/07) os nomeados à 65ª edição do Emmy Awards, importante prêmio voltado para séries e minisséries de TV. A nomeação foi feita por Aaron Paul (Jesse de Breaking Bad) e Neil Patrick Harris (Barney de How I Met Your Mother), que também será o mestre de cerimônias do Emmy, no dia 22 de setembro.

A disputa está acirrada entre as séries de drama nomeadas, com destaque para Game of Thrones, Breaking Bad, Homeland, Mad Men, House of Cards e Downtown Abbey. Já entre as séries de comédia, Modern Family lidera, com a maioria das indicações. Em minissérie ou filme, American Horror Story lidera em número de indicações.

Na categoria “Melhor Atriz Coadjuvante em Série Dramática”, destaque para a brasileira Morena Baccarin, de Homeland.

Nos EUA, o evento será exibido pela CBS. No Brasil, a transmissão será feita pelo canal a cabo Warner.

Confira a lista dos indicados:

Melhor ator em série dramática

Kevin Spacey (“House of cards”)
Hugh Bonneville (“Downton abbey”)
Jon Hamm (“Mad men”)
Damian Lewis (“Homeland”)
Bryan Cranston (“Breaking bad”)
Jeff Daniels (“The Newsroom”)

Melhor atriz em série dramática

Michelle Dockery (“Downton abbey”)
Elizabeth Moss (“Mad men”)
Claire Danes (“Homeland”)
Vera Farmiga (“Bates Motel”)
Kerry Washington (“Scandal”)
Robin Wright (“House of cards”)
Connie Britton (“Nashville”)

Melhor atriz coadjuvante em série dramática

Emilia Clarke (“Game of thrones”)
Anna Gunn (“Breaking bad”)
Maggie Smith (“Downton abbey”)
Morena Baccarin (“Homeland”)
Christina Hendricks (“Mad men”)
Christine Baranski (“The good wife”)

Melhor ator coadjuvante em série dramática

Aaron Paul (“Breaking bad”)
Bobby Cannavale (“Boardwalk Empire”)
Jim Carter (“Downton abbey”)
Peter Dinklage (“Game of thrones”)
Jonathan Banks (“Breaking bad”)
Mandy Patinkin (“Homeland”)

Melhor série de comédia

“Louie”
“Girls”
“30 rock”
“Veep”
“Modern family”
“The big bang theory”

Melhor série dramática

“Breaking bad”
“Game of thrones”
“Mad men”
“Downton abbey”
“Homeland”
“House of cards”

Melhor ator em série de comédia

Alec Baldwin (“30 Rock”)
Jason Bateman (“Arrested Development”)
Louis C.K. (“Louie”)
Don Cheadle (“House of lies”)
Matt Leblanc (“Episodes”)
Jim Parsons (“The big bang theory”)

Melhor atriz em série de comédia

Laura Dern (“Enlightened”)
Lena Dunham (“Girls”)
Edie Falco (“Nurse Jackie”)
Tina Fey (“30 Rock”)
Julia Louis-Dreyfus (“Veep”)
Amy Poehler (“Parks And Recreation”)

Melhor atriz coadjuvante em série de comédia

Mayim Bialik (“The big bang theory”)
Merritt Wever (“Nurse Jackie”)
Julie Bowen (“Modern family”)
Sofía Vergara (“Modern family”)
Jane Krakowski (“30 Rock”)
Jane Lynch (“Glee”)
Anna Chlumsky (“Veep”)

Melhor ator coadjuvante em série de comédia

Ed O’Neill (“Modern family”)
Jesse Tyler Ferguson (“Modern family”)
Ty Burrell (“Modern family”)
Eric Stonestreet (“Modern family”)
Bill Hader (“Saturday night live”)
Max Greenfield (“New girl”)

Melhor minissérie ou filme

“American Horror Story”
“Behind the candelabra”
“The Bible”
“Phil Spector”
“Political animals”
“Top of the lake”

Melhor ator em minissérie ou filme

Benedict Cumberbatch (“Parade’s end”)
Matt Damon (“Behind the candelabra”)
Michael Douglas (“Behind the candelabra”)
Toby Jones (“The girl”)
Al Pacino (“Phil Spector”)

Melhor atriz em minissérie ou filme

Jessica Lange (“American horror story”)
Laura Linney (“The Big C”)
Helen Mirren (“Phil Spector”)
Elizabeth Moss (“Top of the lake”)
Sigourney Weaver (“Political animals”)

Melhor ator coadjuvante em minissérie ou filme

James Cromwell (“American horror story”)
Zachary Quinto (“American horror story”)
Scott Bakula (“Behind the candelabra”)
John Benjamin Hickey (“The Big C”)
Peter Mullan (“Top of the lake”)

Melhor atriz coadjuvante em minissérie ou filme

Sarah Paulson (“American horror story”)
Imelda Staunton (“The girl”)
Ellen Burstyn (“Political animals”)
Charlotte Rampling (“Restless”)
Alfre Woodard (“Steel Magnolias”)

Melhor reality show de competição

“The amazing race”
“Dancing with the stars”
“Project runaway”
“So you think you can dance”
“Top chef”
“The voice”

Melhor série de variedades

“The Colbert report”
“The daily show”
“Jimmy Kimmel live”
“Late night with Jimmy Fallon”
“Real time with Bill Maher”
“Saturday night live”

Anúncios

HIMYM:O que pensar da dona do guarda-chuva amarelo?

9 jun
Ted, a mãe e o guarda-chuva amarelo...

Ted, a mãe e o guarda-chuva amarelo…

Eu soube que a mãe apareceria no último episódio da temporada oito. Tinha lido em algum lugar, ou em vários locais. Pipocaram informações referente a tão aguardada aparição, e teve gente cravando que a ela tinha aparecido no episódio X, no episódio Y, que era a doppelganger da Robin, que teria aparecido na primeira temporada, que tal personagem que entrou no casting e apareceu no IMDB era na verdade a mulher que faria o personagem da mãe. Essa foi a expectativa durante toda a oitava temporada de ‘How I Met Your Mother’: quando a esposa de Ted Mosby (Josh Radnor) iria finalmente ser apresentada? Quando conheceríamos a mãe do filho e da filha (engraçado como os personagens de Lyndsy Fonseca e David Henrie até o momento não tem nomes)? Como Lily Aldrin e Marshall Eriksen (Alyson Hannigan e Jason Segel) conheceram aquela que seria o amor da vida de seu melhor amigo? Robin Scherbatsky (Cobie Smulders) sentiu algum ciúme quando viu Ted e ela juntos? E será que Barney (Neil Patrick Harris) já a pegou antes de Ted a conhecer? E foi legen…. waiting for… dary? Quem é a ‘Girl with the Yellow Umbrella’? Essa pergunta foi respondida no dia 13 de maio, no episódio Someting New. Se você não viu o episódio, tá esperando o que? Pare por aqui, pois no texto haverá spoilers sobre a season finale.

Spoiler

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

wait for it….

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

fobia….

Em que ponto estamos? A tá: Barney e Robin estão casando; Lily e Marshal indo para Roma, e Ted terminando a casa. A preocupação de Ted é como vai ser a sua vida pós-casamento. Tudo vai mudar: sem Robin, por quem não sabe se ainda tem uma queda ou não; sem seus melhores amigos, que foram passar uma temporada em Roma. E ele ainda não encontrou a mulher de sua vida. Por isso, ele coloca a casa a venda e se prepara para mudar pra Chicago. Mas Lily descobre. Ted planejava ir embora no dia seguinte ao casamento, porque acreditava que o grande amor de sua vida estaria se casando com seu amigo. Ela até tenta convencer o arquiteto de não fazer isso, mas é em vão.

Enquanto isso Marshal é chamado para ser juiz em Nova York, o que irá atrapalhar os planos dele e de Lily relacionados a Roma (e vai render uma boa briga). O episódio acaba 56 horas antes do casamento, com Robin e Barney em uma limusine dirigida pelo Ranjit (Marshall Manesh), o motorista oficial do grupo; Marshal voltando da casa da mãe para o casamento e Ted decidido a ir para Chicago já na segunda pela manhã. O episódio acaba por ai.

Então, surge ela, a mãe

A mãe já apareceu várias vezes na série. Nesta temporada então, apareceu tocando baixo no casamento do Barney e da Robin. Mas as imagens emblemáticas são duas: o calcanhar dela, que aparece quando Ted está no quarto de Cindy (Rachel Bilson), que na época era sua namorada e atualmente é lésbica (mais uma semelhança entre Ted e Ross), e o famoso guarda-chuva amarelo. Ao som de “Simple Song”, da banda The Shins, surge ela, que ainda não tem um nome. Mas agora tem um rosto: o de Cristin Milioti.

A primeira parte que aparece é aquela que já vimos: o calcanhar. Claro, desta vez está com uma bota marrom. Ela caminha em direção ao guiché para comprar uma passagem de trem. E para tirar qualquer dúvida sobre quem é ela, aparece o guarda-chuva amarelo, que ela coloca na bancada do guiché. A única fala dela até agora é “One ticket to Farhampton, please”, onde ela irá tocar no casamento do Barney e da Robin.

O que sabemos dela?

Que ela estava na classe de economia na Universidade de Columbia, onde Ted deu uma aula por engano. E que ela e Ted se conhecerão após o casamento, na estação de trem, após ele tê-la visto tocando, e que Ted deverá reconhecer o tal do guarda-chuva amarelo, que ele pegou por engano na casa da Cindy uma vez.

A tortura começa agora. A opção por revelar a identidade da Senhora Mosby apenas aos 45 minutos do 2º tempo abriu a Caixa de Pandora das especulações e palpites. Tudo o que for dito agora é imaginação de fã, e pode ser que sejam erradíssimos, como minhas escolhas no Cartola F.C, mas o principal que pode ser destacado é:

923102_10151633300352277_1974041752_n

Mulher da vida X mulher dos sonhos

Fisicamente, Cristin Milioti tem atributos mais semelhantes à Lily do que a Robin. É baixa, magra e não tem aquele estilo de mulher-fatal, nem uma beleza que se destaca como Robin, por quem Ted se apaixonou a 1ª vista. Ela parece ter a beleza da Lily, que não é tão padronizada, e vem do conjunto da obra. Lily seria a ‘mulher da vida’ de Ted, presente em todos os momentos, sendo o referencial, enquanto a Robin é a idealização da ‘mulher dos sonhos’ do arquiteto, idealizada, que no final nunca deu certo.

Neste último episódio, Lily fala claramente que Ted irá encontrar alguém que ele amará como o Marshall a ama, e o arquiteto sempre teve o amor dos dois como padrão. E mesmo quando surge o casal Barney/Robin, o padrão de Ted ainda é Marshall/Lily. Esse tipo físico ajuda também a acabar com a ideia de que a mãe seria o doppelganger da Robin, ou alguém com características próprias dela. Por mais que Ted tentou este relacionamento, ele nunca deu realmente certo, e manter uma pessoa com os mesmos atributos seria dar uma chance para o Ted e uma outra Robin. Todas as vezes que ele pensa em retomar algo com Robin é mais por que ele está sozinho do que por um sentimento relacionado a canadense.

A Sra. Mosby parece ter um estilo mais alternativo. Ao invés de ternos, roupas mais formais e chamativas (o que seria mais Robin), um vestido, botas, um baixo nas costas, uma mochila e uma passagem de trem (mais Lily). Ela apresenta um estilo que sugere conformidade com os interesses de Ted. O fato dela tocar baixo, ler livros que o Ted gosta e outros sinais apresentados nesses oito anos dão a entender que esse casamento de interesses poderá acontecer.

Mas pode ser que isso seja um engano também. Que ela não goste de Star Wars, que prefira gato a cachorro, que queira ter mais do que um casal de filhos, e mesmo assim, Ted se apaixone. É algo que eu acho que irá acontecer. Ela não pode ser a “mulher dos sonhos”, a que vai ser o que ele sempre quis. Creio que ela será a mulher que ele sempre precisou, que ele sempre quis sem saber. Ou pode ser que ela seja a junção da mulher da vida com a mulher dos sonhos, o mais ideal. Vamos aguardar, e aguentar a tortura até a próxima temporada, em setembro!

Aproveite e escute a música tema do episódio, será que a banda vai tocar essa no casamento?