Once Upon a Time – Balanço da 2ª Temporada

5 jun

Tudo que não aconteceu na primeira temporada da série, aconteceu na segunda. Tudo que a gente queria tanto ver na primeira temporada e muitas outras coisas que a gente nem imaginava. Enquanto a primeira temporada fica só introduzindo mais histórias e mais personagens, a segunda explica a história de muito mais gente. Ela juntou muitas histórias, ligou muitos pontos, explicou muita coisa e foram muitas reviravoltas inesperadas.

Se você não assistiu a 2ª temporada de Once Upon a Time e não gosta de spoilers, é melhor parar por aqui.

— Spoilerfobia —

Foram mostrados personagens que não foram afetados pela maldição e permaneceram no mundo mágico, porém, todo destruído e tomado por ogros. Só achei extremamente chata a história da Bela Adormecida (Sarah Bolger) com o príncipe Phillip (Julian Morris) e a Mulan (Jamie Chung), formando um triângulo amoroso. A atuação de Jamie Chung ficou péssima, ela não tem presença, não tem carisma, é totalmente sem graça. Outra coisa: não tem nada a ver ela gostar do príncipe Phillip. Quer dizer então que ela fica infeliz e amarga atrás de um cara que não gosta dela pra sempre? Triste destino.

Mulan_208

Gostei de como juntaram todas as pontas soltas da história, colocando o Neal (Michael Raymond-James), ex da Emma, para ser o Baelfire, filho do Rumpelstiltskin (Robert Carlyle) e, consequentemente, pai do Henry (Jared S. Gilmore). E o Rumpelstiltskin acabou sendo avô do Henry. Ele é o senhor das trevas, mas eu gosto dele, sempre gostei.

O início da segunda temporada me confundiu, nem parecia Once Upon a Time, já que os episódios da primeira temporada costumam começar com um flashback dos personagens na Floresta Encantada. O primeiro episódio da segunda temporada começou com Neal, que nunca havia aparecido antes. Só depois ele foi aparecer em um flashback da Emma. Fiquei perdida, pensando “Meu Deus! Quem é esse? Quem é esse?”.

Michael Raymond James and Jennifer Morrison as Neal Cassady and Emma Swan on Once Upon A Time OUAT Tallahassee S02E6 2

Enfim. Maldição quebrada. Bacana ver todo mundo se reconhecendo e como não perderam a memória dos acontecimentos de desde que chegaram no mundo real. Rumpelstiltskin traz magia para o mundo real para encontrar seu filho. Demorei para entender o objetivo dele.

Acho estranho Emma (Jennifer Morrison) ser filha da Branca de Neve/Mary Margareth (Ginnifer Goodwin) e do Príncipe Encantado/Dave (Josh Dallas), sendo que ela parece mais velha do que eles, com aquela expressão de preocupada. Lembro que logo que a série começou, achei interessante a escolha da atriz Jennifer Morrison para o papel de Emma Swan, a principal da trama, pois já conhecia seu trabalho em outras séries e filmes. Mas levei um susto com a atuação dela em Once Upon a Time, não gostei mesmo, me decepcionou. Em How I Met Your Mother ela era bem melhor, no papel de Zoey.

Emma-once-upon-a-time-32155393-500-281

Ela só fica com essa cara.

Apenas nesta temporada entendemos o porquê da amargura de Regina (Lana Parrilla). Vemos que antes ela era uma boa pessoa, que passou por muitas situações ruins e acabou se tornando a Rainha Má. A história dela com seu amor Daniel foi muito triste, por isso tenho dó dela. Mas uma coisa que me irritou na segunda temporada foi a indecisão da personagem: Regina é boa, brinks é má, brinks é boa, brinks é má. A atriz Lana Parrilla é sensacional no papel.

regina-once-upon-a-time-lipstick-batom-2

Foi interessante ver Emma e Branca de Neve/Mary Margaret na Floresta Encantada. Deu pra ver um pouco da antiga Mary Margareth. O melhor de tudo é quando elas encontram o Hook (Colin O’Donoghue). Adoro!

Foi bem viajado aquela história de os personagens do mundo real conseguirem se encontrar com os do mundo mágico por meio de uma espécie de “limbo”, mas tudo nesta série é meio viajado mesmo, não precisa fazer sentido. E a explicação para a série ter esses devaneios vem de seus roteiristas: Adam Horowitz e Edward Kitsis fizeram parte da equipe de escritores de Lost. Eles começaram a escrever Once Upon a Time em 2004, mas preferiram esperar Lost terminar para colocarem o projeto em prática.

Cora (Barbara Hershey), mãe de Regina, aparece como vilã da série e ela realmente é muito má. A mulher é fantástica, até a Rainha de Copas ela já foi. Ela mata velhinhas inocentes que não têm nada a ver com a história, mata a mãe da Branca de Neve, que era um anjo de pessoa, engana todo mundo, rapta as pessoas, usa as pessoas… isso porque ela optou por não ter mais um coração, que ela arrancou quando queria esquecer seu amor pelo Rumpelstiltskin! Achei essa história dos dois fantástica também, muito bem pensada. Ótima atriz a Barbara Hershey, virei fã.

Fiquei realmente triste quando Cora morreu, principalmente porque sabia que a Mary Margareth ia ficar cheia de frescura por ter sido a responsável pela morte. No entanto, melhor ela do que o Rumpelstiltskin, né? Gente, chorei demais quando ele estava morrendo e ligou para a Bella (Emilie de Ravin), falando que a amava e tudo mais.

Mr-Gold-and-Coras-kiss-In-the-Name-of-the-Brother-2x12-Once-Upon-a-Time-podcast

ouat-cora-bio-01

E por falar na Bella… A fronteira da cidade passa a ser um lugar onde eles perdem a memória. A história do Rumpestiltskin e da Bella sempre foi uma das que eu mais gostava, até ela perder a memória e ficar naquela viadagem. Ela é uma fofa, mas ô menina sofrida. Depois de ficar anos presa no subsolo, até vadia ela virou, coitada. E quando a memória dela volta, o Rumpelstiltskin vai para a Terra do Nunca atrás do Henry.

Mais para o final da temporada, eles lidam com o perigo de pessoas do mundo real descobrirem a cidade encantada, que possui mágica. Aparece Greg Mendell (Ethan Embry), como um desconhecido que sofreu um acidente de carro na fronteira de Storybrooke (o mesmo incidente que fez Bella perder a memória). Depois descobrimos que ele é um antigo conhecido de Regina. Foi a primeira criança que ela tentou adotar, antes de Henry. Regina foi infeliz o suficiente para tirar o menino do pai contra a vontade dele e dar um sumiço no pai. O menino, agora homem, voltou para se vingar e acabar com a mágica. Sua aliada é, quem diria, Tamara (Sonequa Martin-Green), a noiva do Neal. Uma vadia qualquer aí. Ethan é um ator com uma extensa lista de filmes e séries no currículo, mas seu papel em Once Upon a Time é bem fraquinho. Não por culpa dele, acredito.

Greg_Mendell

O pobre do Neal/Baelfire já é experiente em viagens entre os mundos. Foi da Floresta Encantada para o mundo real, do mundo real para a Terra do Nunca e da Terra do Nunca de volta para o mundo real. Agora, depois da briga com os novos vilães, ele foi parar… NA FLORESTA ENCANTADA DE NOVO. E, graças a Deus, foi encontrado pela Aurora, pelo Phillip e pela Mulan, já que ele levou um tiro da Tamara e estava bastante ferido.

Quando ele esteve Neverland, ainda menino, ele vira quase filho do Hook. Os dois ficam próximos e o fofoqueiro do Bae acaba revelando a única forma de matar seu pai, o senhor das trevas. Logo para o Hook, que quer vingança por ele ter matado sua amada, que por um acaso é a ex-mulher do próprio Rumpelstiltskin e mãe de Bae. E durante este flashback na Terra do Nunca, percebemos que os “capangas” de Peter Pan estão atrás de algum menino especial, que não é Baefire.

Essa dupla de novos vilães (Greg e Tamara) dão um trabalho… Quase matam a pobre da Regina e quase acabam com todos os personagens da série, usando uma pedra que serve como válvula de escape da maldição, que pode engolir tudo e todos para o nada. Se não fosse o poder da Emma combinado com o da Regina, tudo viraria pó. Mas quando eles piscam, o Henry some: raptado pela dupla maldita. Eles levam o garoto para onde?! NEVERLAND. Por quê? PARA ENTREGAR AO PETER PAN. Sim, ele é o garoto que o Peter Pan tanto quer.

Once-Upon-a-Time-1x19-Henry

Vê se pode?! Agora transformaram o Peter Pan em malvado!! Fiquei inconformada com isso.

Por thafullin

Uma resposta to “Once Upon a Time – Balanço da 2ª Temporada”

  1. Tom 19 de junho de 2014 às 00:27 #

    Terminei de ver a segunda temporada agora, e várias dúvidas me fizeram procurar por respostas na internet. Tipo, se os personagens perdem a memória ao cruzar a fronteira da cidade, como o Mr. Gold conseguiu ir atrás do Henry para ser adotado pela Regina? Mr. Gold nem sabia que as pessoas perdiam a memória! Eu acho a série boa, mas as soluções que os roteiristas encontram para algumas coisas são tão nada a ver. Peter Pan do mal? Malévola como uma caveira estranha (álias, como o Gancho conseguiu fugir dela nem aparece, vai saber o porquê…). Enfim, to achando a estória bem zuada.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: