REVIEW – Game of Thrones (S03E09) – ‘Casamento Vermelho’

4 jun

url

Quem acompanha Game of Thrones já percebeu que os diretores da série têm algo diferente com o episódio nove. Se é questão de numerologia, ou algo assim, não sei. Só sei que sempre podemos esperar um episódio nove acima da média da série. Na primeira temporada, Ned perdeu a cabeça. Na segunda, Tyrion colocou fogo sobre a água. Nesta terceira temporada, David Nutter (diretor) e Martin, que escreveu o episódio, tinham que lidar com duas coisas: agradar aqueles que já sabiam o que iria acontecer (o livro foi lançado em 2000), e surpreender aqueles que só conhecem a história pela série da HBO. Em The Rains of Castemere, exibido no domingo, dia 2 de junho, eles conseguiram as duas coisas.

Em “All the best cowboys have daddy issues”, episódio 11 da 1ª temporada de Lost, senti algo parecido com o que senti vendo ‘The Rains of Castamere’. Charlie e Claire haviam sido raptados por Ethan. Depois, o roqueiro é encontrado por Jack e Kate em uma árvore, enforcado. Jack então faz uma massagem cardíaca bem hardcore e consegue trazer Charlie de volta. Todo mundo que acompanhou Lost se lembra da tensão dessa cena. De como tudo na selva passava o clima de que algo ia acontecer. Cada expectador se lembra bem o que sentiu ao encontrar um dos personagens preferidos pendurado, quase morto e o que sentiu quando viu Jack lutando contra a morte, dando socos no peito de Charlie para que ele voltasse. É um dos poucos momentos que eu me senti tenso diante de uma TV, sem ar, com o coração acelerado, realmente envolvido, onde sentia realmente o que o capítulo queria dizer. Voltei a me sentir assim vendo ‘The Rains of Castamere’.

Game-of-Thrones-the-Red-Wedding

O episódio se centra em um dos momentos mais marcantes do livro, o chamado ‘Casamento Vermelho’. Lorde Walder Frey governa as Gêmeas e é o Senhor da Travessia. Ele ia ser pai da rainha do Norte, se o Robb não tivesse casado com Talysa Maegyr, de Volantis. Ele se apaixonou pela ‘enfermeirinha’ e quebrou o acordo que Catelyn Tully tinha com o principal dos Freys. Para amenizar a desfeita cometida pelo Rei, Edmure Tully, seu tio, se casaria com uma das várias filhas dos Freys. E então começa… Desde os figurinos, o clima meio sombrio e a música dentro das Gêmeas dão o tom do episódio, que vai crescendo à medida que nos aproximamos do final. Se você já leu os livros, isso não o impede de se envolver com o episódio, e acompanhar cada momento, até que tudo acontece. Uma amiga minha, que não havia lido e não sabia nenhum spoiler sobre o que aconteceria, chorou e não conseguiu ver as mortes de tão envolvida. Vale a pena ver o vídeo abaixo, que mostra reações mundo afora de pessoas assistindo ao Casamento Vermelho. Foi realmente impressionante. Sem muitos efeitos especiais, sem explosões mirabolantes. Foi como na primeira temporada, com a morte de Ned: apenas história e atuações…  Sensacional…

E claro, em seguida, spoilers sobre o episódio.

 Spoilerfobia

Diferente dos outros episódios, no qual a história roda quase todo o mundo fantástico de Martin, ‘The Rains of Castamere’ se centra em três pontos: Daenerys e a conquista de Yunkai; Bran e Snow; Arya e o Casamento Vermelho. Pra mim, esta é a ordem de importância.

Vamos para o lado de lá do mar. Uma das grandes reclamações de Game of Thrones é a ausência de lutas, de batalhas, um dos grandes atrativos da narrativa de Martin. E ele ainda tá devendo.  Sor Jorah, Verme Cinzento e Daario Naharis decidem invadir Yunkai à noite, pegar a cidade desprevenida e entregá-la para a Filha da Tormenta. Claro que todo espectador ficou com medo de Jorah ou o próprio Daario morrer, já que o autor não poupa ninguém. Pelo menos desta vez todos sobrevivem. Não todos, os soldados yunkaitas morrem. A cidade é enfim entregue a Daeneys, que tá caidinha pelo mercenário. Começa o 1º Reinado da Rainha dos Dragões, e vamos ver como ela se sai.

tumblr_mn5jgabjXl1qdltdlo1_500

Pertinho da Muralha…

Jon e Bran estão próximos, por um momento pensei até em um reencontro, mas logo perdi as esperanças. Jon com os selvagens e Bran nas costas do Hodor, junto com os irmãos Reed, Rickon e Osha. Eles se escondem em uma antiga edificação e aguardam a tempestade passar. Lá fora, o grupo de selvagens que escalou a Muralha chega aos pés do tal prédio antigo e quase escutam a gritaria de Hodor, que tem medo de trovão. Ele para quando Bran, assumindo de vez seu lado Warg, ‘veste’ o gigantão, que cai, desmaiado. Bran então retorna a seu corpo e ‘veste’ Verão, seu lobo gigante. Se você ainda não entendeu o que é vestir, você não assiste a série. Na pele do lobo, Bran salva Jon dos selvagens, que descobrem a sua traição. Jon consegue fugir e parte para avisar os outros membros da Patrulha da Noite, deixando Ygritte para trás, o que eu achei sacanagem, já que ela tinha ficado do lado dele, contra os próprios companheiros. Dá pra notar que a selvagem ficou bolada, essa noite não vai ter!

game-of-throens-ygritte

Nesse momento, Bran reconhece que Jojen Reed, que falou que o Jon não estava com a Patrulha, e sim com os selvagens, estava certo e decide continuar a sua busca pelo Corvo de Três Olhos. Para isso, o caminho era outro: pra lá da Muralha. Osha, que não quer voltar pra lá nem em um milhão de anos (esperta), decide se separar de Bran e segue com Rickon pelo Norte afora. Até que enfim a Comitiva em Busca do Corvo de Três Olhos se formou.

Do outro lado da Muralha, Sam, o Matador, vai contando vantagem pra filha do Craster, de como sabe ler, etc… safadão.

E o Casamento Vermelho…

Após ferrar tudo, Robb se dirige às Gêmeas para fazer um acordo com Walder Frey, dando seu tio de ‘presente’ para uma das filhas do Senhor da Travessia. Até aí tudo correndo conforme o esperado. Eles são recebidos de acordo com as normas sagradas de hospitalidade, com pão e sal. “Estamos seguros”, pensou Robb, que estava com a mãe, Catelyn, a esposa, Talysa, e os líderes das casas juramentadas. Para melhorar ainda mais, Sandor Clegane, o Cão de Caça, está levando Arya para encontrar a mãe e o irmão, que agora é Rei. Final perfeito para a saga da Arya não? Seria excelente para os Starks recuperarem força para as próximas batalhas. Seria…

935647_527020557361260_1864875989_n

No fim das contas, o sacana do Walder Frey até que arrumou uma filha bonitinha para casar com o tio do Robb.

O Casamento é belo. Muita música, comida, e arqueiros escondidos. Após a tradição, por sinal muito estranha, dos homens despirem a mulher para o esposo e as mulheres despirem o noivo, a música é trocada. Começa a tocar a ‘The Rain of Castamere’, a música que conta uma vitória dos Lannisters, especificamente, de Tywin Lannister. Quando começa a tocar, Cat já percebe que algo mudou, a traição. A porta é fechada e Walder Frey ordena o ataque aos Homens do Norte. Carnificina generalizada. Talysa, grávida, é a primeira a ser esfaqueada, na barriga, matando o bebê que ela esperava e que se chamaria Eddard Stark, em homenagem ao pai de Robb. Essa morte, especialmente, me deu arrepios, senti nervoso pelo fato de um neném que não havia nem se formado direito ainda ser esfaqueado ainda dentro da barriga da mãe. Mas isso não é surpresa em Game of Thrones, já vimos também a morte de um neném recém-nascido na segunda temporada. Voltando à carnificina do Casamento Vermelho, arqueiros surgem atirando contra os homens dentro do salão de festa. Robb é atingido por flechas e cai. Catelyn também, mas resiste até fazer a esposa de Walder de refém.

Lá fora, Arya consegue entrar no castelo dos Freys, mas vê os homens do Norte, que estavam ‘trêbados’, serem dizimados. Até o lobo gigante, Vento Cinzento, é eliminado. Então Cão de Caça salva a pequena novamente, desmaiando-a e tirando-a dali. Ele já sabia que o pior tinha acontecido.

Lá dentro, no Casamento Vermelho, Catelyn tenta pedir pela vida do filho, ameaçando tirar a vida de sua refém. Mas Walder Frey é um homem sem coração. Além de quebrar as regras de hospitalidade, afirma que poderia arrumar outra esposa, tirando qualquer possibilidade de negociação de Catelyn. Nisso, Lord Bolton, o grande arquiteto e traidor, dá o golpe final em Robb. Termina o Reinado do Jovem Lobo.

Ao ver o filho morto, Catelyn mata sua refém e entra em choque, sendo degolada em seguida. No livro, ela “rasga” a própria cara, o que seria bem mais dramático, mas imagino que deva ser uma cena muito forte e difícil de ser reproduzida na série. Assim como na morte de Ned, o silêncio impera, e Martin mata mais dois personagens tidos como principais.

game-of-thrones-red-wedding-catelyn-stark-dies

A atriz Michelle Fairley foi espetacular em sua atuação!

Muita gente ficou irada com o desfecho do episódio, como mostra o vídeo:

Mas, sinceramente, para mim não foi uma surpresa e nem uma indignação. Robb não estava fazendo um bom trabalho como Rei do Norte, tomando várias decisões erradas, e Catelyn não tinha muito mais o que fazer ali, não tinha mais história para ela. Mas os reais motivos só George R. R. Martin para nos explicar…

Aguardamos ansiosamente pelo décimo e último episódio da temporada!

2 Respostas to “REVIEW – Game of Thrones (S03E09) – ‘Casamento Vermelho’”

  1. Rodrigo Vieira Ribeiro 4 de junho de 2013 às 20:52 #

    Eu já sabia o que ia acontecer, havia lido o original… durante a leitura quando começou a matança eu tive que parar de ler e reler o trecho umas 5 vezes para ter certeza do que eu havia lido, e pensava… pourra, esse cara tá matando todo mundo, FDP! Mas fiquei contente com quem ele ainda vai matar no capítulo 10 e na proxima temporada… heheeh se quiserem eu conto!

    • abelhafistula 4 de junho de 2013 às 21:00 #

      Eu adorei o casamento vermelho. Quase pulei de alegria ao ler essas mortes, porque detestava esses personagens.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: